Connect with us

Aprendizado

Foco no Que Realmente Interessa

Nicole Rizzutti Lemos

Publicado

em

Tempo de Leitura: 4 minutos

Há algum tempo eu estava tendo uma série de discussões com um jovem a respeito de sua recém-descoberta fé em Jesus Cristo, focando especialmente no que de fato interessa na vida e no trabalho. Ter um foco pode mudar radicalmente o curso de nossa vida individualmente. Por exemplo, quando uma equipe está focada, seja no ambiente de trabalho ou no campo esportivo, isso pode afetar grandemente os resultados de seus esforços. Não apenas em termos de alcançar o sucesso, mas também em reconhecer que estão se esforçando para atingirem a excelência, enquanto buscam o objetivo desejado.

Ao longo dos anos em que conheci aquele jovem, se tornou evidente que ele estava bastante focado em certos aspectos de sua vida. Entretanto, seu foco – um desejo intenso de ser o melhor em um campo em particular – veio à custa de outras facetas de sua vida. Essa conscientização nos levou a falar sobre o significado de manter um equilíbrio apropriado, mantendo as coisas na relação correta de prioridades. 

Eu aprendi sobre isso por experiência própria, fazendo um retrospecto de mais de 50 anos. Minha primeira paixão foi o beisebol. Depois o golfe assumiu o primeiro lugar. De algum modo, fiz a faculdade em quatro anos, mas o meu foco definitivamente não era aprender o mais que pudesse durante aqueles anos intensos de estudo universitário. Somente mais tarde é que entendi o quanto é importante manter o foco apropriado nos vários aspectos de nossa complexa vida. 

Meu jogo no golfe tornou-se um exemplo para mim. Hoje, eu sei que há momentos para manter o foco na próxima tacada, e depois há momentos em que devo voltar o meu foco para o que está acontecendo à minha volta. O golfe se tornou uma válvula de escape social para mim, de modo que seria total desconsideração de minha parte deixar de me importar com o que está acontecendo com meus companheiros de jogo e apenas focar no meu desempenho. Isso prejudicaria o meu objetivo maior que é simplesmente desfrutar de uma caminhada ao longo do campo de golfe com meus amigos. Mesmo nas partidas mais competitivas, faço o meu melhor para permanecer sociável e apreciar a companhia dos outros jogadores. 

No início de minha carreira na área de seguros, adotei a filosofia corporativa de aumentar minha atividade a fim de ajudar um maior número de clientes e ganhar mais dinheiro. Foram necessários quatro dias de hospitalização com pneumonia dupla para Deus ter a minha atenção e mudá-la para focar no que realmente importa.  O meu foco se voltou do amor ao dinheiro para um profundo amor por Deus e Seu povo. Esse foi o princípio de minha jornada de aprender amar e cuidar daqueles que Ele coloca em minha vida todos os dias. 

Como seguidor de Jesus Cristo, alcancei o entendimento de que preciso ser obediente ao meu Salvador e Senhor, e o Seu desejo é que eu reflita sobre a mais antiga oração encontrada na Bíblia, que é chamada de ‘Shema’. Parte de minha oração diária todas as manhãs, extraída das palavras de Jesus em Mateus 22:37-39, é mais ou menos assim: “Senhor, eu O amo com todo o meu coração, com toda a minha alma, com todo o meu entendimento, e com todas as minhas forças. Senhor, ajuda-me a amar os outros como eu amo a mim mesmo.”

Em nossos papéis no mercado de trabalho, temos metas e objetivos. Produção e lucros estão em primeiro plano em nossas mentes. Porém, se quisermos ser embaixadores de Cristo eficientes e frutíferos, como II Coríntios 5:20 nos descreve, seríamos sábios se considerássemos o conselho do apóstolo Paulo a respeito do que ele denomina “o fruto do Espírito”: “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.” Então, ele acrescenta: “Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito. Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros.” (Gálatas 5:22-26). 

Se realmente amamos ao Senhor e queremos que nossa vida reflita isso, precisamos focar no que realmente importa e vivermos de acordo com isso. 

Próxima semana tem mais!


Texto de autoria de Jim Langley, agente e perito em seguros de vida (CLU), da New York Life, desde 1983. Membro ativo do CBMC Santa Bárbara, Califórnia, desde 1987. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto.


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC – Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2022 – DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL –  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol,  inglês e japonês.


Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. Como você descreveria o foco que você tem para sua vida? Quais suas prioridades a cada dia?

2. O que você acha que acontece quando escolhemos o foco errado em nossa vida?

3. Nós devemos fazer um esforço consistente e deliberado para determinar as coisas em que escolhemos concentrar o nosso foco? Qual seria o resultado de deixarmos de avaliar com seriedade qual é o foco e o porquê?

4. De que maneira a determinação de se focar em amar e honrar a Deus e, em seguida, em amar os outros – mesmo sacrificialmente, se necessário – influencia nossa abordagem de nosso trabalho e os resultados que experimentamos?

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Josué 1:7-8;  Efésios 5:8-11;  Filipenses 3: 7-9, 12-14;  I Timóteo 6:11-12

Recentes:

Continue Reading
Clique para comentar
0 0 vote
Vote nesse Artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

COGNOS SPACE - Todos os direitos reservados

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Design by VENONE Agência de design