Connect with us

Aprendizado

Graus de queimadura

Nicole Rizzutti Lemos

Publicado

em

Tempo de Leitura: 3 minutos

GRAUS

As queimaduras são classificadas de acordo com a sua profundidade e tamanho, sendo geralmente mensuradas pelo percentual da superfície corporal acometida.

Queimaduras de primeiro grau

Também chamada de queimadura superficial, são aquelas que envolvem apenas a epiderme, a camada mais superficial da pele.

Os sintomas da queimadura de primeiro grau são intensa dor e vermelhidão local, mas com palidez na pele quando se toca.

A lesão da queimadura de 1º grau é seca e não produz bolhas. Geralmente melhoram após 3 a 6 dias, podendo descamar, e não deixam sequelas.

Queimaduras de segundo grau

As queimaduras de segundo grau são atualmente divididas em 2º grau superficial e 2º grau profundo.

A queimadura de 2º grau superficial é aquela que envolve a epiderme e a porção mais superficial da derme.

Os sintomas são os mesmos da queimadura de 1º grau incluindo ainda o aparecimento de bolhas e uma aparência úmida da lesão. A cura é mais demorada podendo levar até 3 semanas; não costuma deixar cicatriz mas o local da lesão pode ser mais claro.

As queimaduras de 2º grau profundas são aquelas que acometem toda a derme, sendo semelhantes às queimaduras de 3º grau. Como há risco de destruição das terminações nervosas da pele, este tipo de queimadura, que é bem mais grave, pode até ser menos doloroso que as queimaduras mais superficiais. As glândulas sudoríparas e os folículos capilares também podem ser destruídos, fazendo com a pele fique seca e perca seus pelos.

A cicatrização demora mais que 3 semanas e costuma deixas cicatrizes

Queimaduras de terceiro grau

São as queimaduras profundas que acometem toda a derme e atinge tecidos subcutâneos, com destruição total de nervos, folículos pilosos, glândulas sudoríparas e capilares sanguíneos, podendo inclusive atingir músculos e estruturas ósseas. São lesões esbranquiçadas/acinzentadas, secas, indolores e deformantes que não curam sem apoio cirúrgico, necessitando de enxertos.

Queimadura de quarto grau

Envolvem pele, músculo e osso. Elas freqüentemente ocorrem com queimaduras elétricas e podem ser mais graves do que aparentam. Podem causar complicações graves e devem ser tratadas por um médico imediatamente.

O QUE É UMA QUEIMADURA LEVE?

A maioria das pessoas pensa que uma queimadura leve ou simples é algo como aquelas pequenas queimaduras que ocorrem ao se encostar em uma panela quente ou após um dia de sol sem protetor solar. Na verdade, consideramos queimaduras leves aquelas que não cursam com risco de morte nem causam alterações metabólicas no organismo que necessitem de tratamento intra-hospitalar.

Dentro deste conceito podem estar incluídas queimaduras profundas e com risco de cicatrização deformante, aquelas que o senso comum nunca chamaria de queimadura simples.

A classificação de gravidade da queimadura depende do grau, da causa, do potencial para haver complicações e, principalmente, da extensão da lesão. A aparência estética da lesão não serve para definir a gravidade de um queimado. Por isso, você pode até ter uma pequena queimadura de 3º grau e ainda assim isso ser considerado uma queimadura leve.

Sendo assim, consideramos uma queimadura leve quando ela apresenta as seguintes características:

  • Existem apenas queimaduras de 1º grau.
  • As queimaduras de 2º grau acometem menos de 10% da superfície corporal de um adulto (em torno de 7,5 cm no maior diâmetro).
  • As queimaduras de 2º grau acometem menos de 5% da superfície corporal de uma criança ou idoso.
  • As queimaduras de 3º grau acometem menos de 2% da superfície corporal e não há outras lesões traumáticas associadas.

Além dos requisitos acima, para ser considerada uma queimadura simples também são necessários que:

  • A queimadura seja isolada (sem inalação de ar quente ou queimadura por eletricidade)
  • Não acometa olhos ou grandes áreas da face, mãos, períneo ou pés.
  • Não envolva completamente grandes articulações como joelhos ou ombros, por exemplo.
  • Não envolva uma área do corpo de forma circunferencial (em forma de pulseira, colar ou anel), pois áreas queimadas ficam inchadas, e queimaduras circunferenciais podem obstruir o fluxo de sangue para regiões adjacentes.

Os critérios acima servem para avaliar a necessidade ou não de internação hospitalar. Entretanto, o fato de uma queimadura não ser considerada moderada ou grave não obrigatoriamente elimina a necessidade de uma avaliação médica.

Qualquer queimadura que destrua a camada superficial da pele ou envolva uma extensão maior que 1% do corpo (equivalente ao tamanho de uma palma da mão) deve ser avaliada por um médico. O mesmo vale para qualquer queimadura elétrica ou por produtos químicos.

A forma mais comum de queimadura leve é através da exposição solar exagerada sem a protetor solar. Acidentes na cozinha durante a preparação de comida também são comuns, principalmente se há fritura com óleo.

Fonte: Md.Saúde

Recentes:

Continue Reading
Clique para comentar
0 0 vote
Vote nesse Artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

COGNOS SPACE - Todos os direitos reservados

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Design by VENONE Agência de design