Connect with us

Aprendizado

Ir Para o Trabalho com a Caixa de Integração

Nicole Rizzutti Lemos

Publicado

em

Tempo de Leitura: 3 minutos

Um dos desafios de ser seguidor de Cristo no ambiente de trabalho é entender como integrar com eficácia nossa fé com aquilo que fazemos. Em seu livro “God at Work” (Deus no Trabalho), o escritor David Miller aborda essa questão. Ele destaca quatro aspectos diferentes da fé no trabalho, no que ele chama de “Caixa de Integração”: os “quatro ‘Es’: Ética, Evangelismo, Experiência e Enriquecimento”. 

Caixa de Integração me faz lembrar alguém dirigindo um carro. Se você cuidar de três dos quatro pneus do carro, mas ignorar ou encher demais um deles, em algum momento ele vai ficar danificado, não permitindo que o veículo continue a andar. Ao integrar totalmente sua fé ao seu trabalho, é preciso envolver todos os quatro aspectos da Caixa de Integração para a glória de Deus: 

Ética.  Anos atrás em Kansas City onde vivo e trabalho, havia um farmacêutico chamado Robert Courtney que prometeu doar um milhão de dólares para sua igreja.  Infelizmente, Robert decidiu cumprir sua promessa ganhando mais dinheiro diluindo as drogas da quimioterapia de seus pacientes com câncer. Muitas vítimas de câncer vieram a falecer e Courtney foi condenado por seu crime sendo sentenciado à prisão perpétua.  

Ser generoso agrada a Deus, mas não se ignoramos as diretrizes éticas e legais.  Provérbios 11:3 alerta: “A integridade dos justos os guia, mas a falsidade dos infiéis os destrói.”

Evangelismo.  Todos nós fomos chamados para falar aos outros sobre Jesus Cristo, mas podemos incorrer em erro se nos atirarmos ao evangelismo antes de conquistarmos o direito de explicar no que cremos. Um amigo, Bob, ama evangelizar, mas certo dia um de seus fornecedores queixou-se comigo: “Bob é bastante ousado ao pregar para mim, mas não paga o que me deve já há 90 dias!”

O evangelismo é importante, mas primeiro precisamos ganhar o direito de compartilhar nossa fé por meio de nossas ações, amor genuíno e preocupação com os outros.  “…Estejam sempre preparados para responder a qualquer pessoa que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês. Contudo, façam isso com mansidão e respeito… (I Pedro 3:15-16). 

Experiência.  Esse aspecto enfatiza a importância de entender o chamado vocacional e o propósito de uma pessoa. Anos atrás, fiz uma consultoria com Chuck sobre a compra de uma empresa de transporte de lixo. Quando a transação se completou, nosso pastor sabiamente chamou Chuck à frente para orar a respeito de seu novo chamado.

Lágrimas foram derramadas naquele dia quando muitos dos presentes entenderam que se um coletor de lixo podia ser chamado por Deus, talvez Ele tivesse um propósito para eles também. Como Efésios 2:10 diz, “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos.”

Enriquecimento.  Integrar fé e trabalho exige que nos tornemos espiritualmente enraizados e enriquecidos, mas podemos levar nosso enriquecimento espiritual a extremos. John, um empresário, compareceu a uma conferência sobre fé no trabalho. Quando perguntei o que tinha achado da conferência ele respondeu: “Estava cheia de teólogos querendo falar sobre teologia. Eles não compartilharam uma única ideia prática sobre negócios o dia inteiro!” 

Nós devemos nos esforçar para crescer em conhecimento espiritual, mas também buscar aplicar conhecimento prático. Como o apóstolo Paulo instruiu em Filipenses 4:9, “Ponham em prática tudo o que vocês aprenderam, receberam, ouviram e viram em mim. E o Deus da paz estará com vocês.”

Próxima semana tem mais!


Rick Boxx é presidente e fundador da “Integrity Resource Center”, escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de “Momentos de Integridade com Rick Boxx”, um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã.  Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC – Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2021 – DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL –  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês, e japonês.


Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. Em sua opinião, o que significa integrar nossa fé com o que fazemos profissionalmente?

2. Você acredita que alguém possa compartilhar eficazmente sua fé se não tiver um firme e consistente compromisso com a ética, tanto com os comportamentos quanto com a prática? Por quê? 

3. Em que você pensa quando você ouve falar sobre “conquistar o direito” de compartilhar nossa fé com outras pessoas? Você já passou pela experiência de ter alguém querendo compartilhar sobre o que acreditava, antes de demonstrar que estava sinceramente interessado em você como pessoa e não como um projeto? Explique sua resposta.  

4. De que forma entender o chamado vocacional se relaciona com a integração da nossa fé com nossa forma de encarar o trabalho? Qual a importância de equilibrar a aquisição de conhecimento espiritual com a habilidade de aplicá-lo no ambiente de trabalho? 

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos Provérbios 12:24;  22:29; Eclesiastes 9:10; Colossenses 3:17, 23;  II Timóteo 3:16-17.  

Recentes:

Continue Reading
Clique para comentar
0 0 vote
Vote nesse Artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

COGNOS SPACE - Todos os direitos reservados

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Design by VENONE Agência de design