Connect with us

Aprendizado

Verdade Para Você, Mas Não Para Mim – Isso é Verdade?

Nicole Rizzutti Lemos

Publicado

em

Tempo de Leitura: 3 minutos

Para muitas pessoas nos nossos dias, a verdade é tratada como um artigo opcional, igual a decidir que tipo de fruta ou marca de enlatado comprar na mercearia. É assunto de escolha pessoal – ou, pelo menos, assim dizem.  

“Verdade para você, mas não para mim.” Fiquei pasmo ao ouvir um piloto de linha aérea comercial dizer isso, aparentemente acreditando que a verdade é subjetiva e simplesmente baseada naquilo que alguém pensa ser o certo. Fiquei a imaginar como pode um capitão de aeronave maduro fazer tal afirmação, sabendo que sua vida – bem como a vida de seus passageiros – dependem de sua habilidade de tomar decisões corretas baseadas na verdade absoluta.  

Por exemplo, quando se lida com uma emergência em voo ou se voa por instrumentos na tentativa de aproximação com baixa visibilidade, não há absolutamente espaço para erro. A verdade, em tais circunstâncias, não é assunto de múltipla escolha. Apesar disso, descobri que aquele piloto não é o único a pensar assim. Vivemos em um mundo onde a maior parte das pessoas acredita que não existem verdades absolutas, tudo é relativo.  

Anos atrás, meu amigo, Cel. Nimrod McNair, disse: “Fritz, os princípios empresariais que a Faculdade de Economia de Harvard ensina e que realmente funcionam estão baseados na Bíblia.” Ele prosseguiu dizendo que isso não significa necessariamente que o professor da Faculdade de Harvard sabe disso. Ele ainda observou que eles ensinam muitos princípios que não funcionam. Não obstante, ele disse, “A verdade é a verdade, não importa onde você a encontra”, e se um indivíduo aplica aqueles princípios ele tem a expectativa de obter certos resultados.  

Nunca esqueci as palavras do meu amigo, e ao longo dos anos, por observação, venho testando essa premissa. Durante trinta anos trabalhei para uma companhia que eu acreditava ter sido abençoada por uma boa administração. Eventualmente, me dei conta de que seu sucesso poderia ser atribuído a operar de acordo com três princípios básicos: não se endividar, cuidar de seus funcionários e administradores, e cuidar de seus clientes. Quer eles soubessem disso ou não, todos os três princípios estão firmemente ancorados nos ensinamentos bíblicos. Infelizmente, o último CEO antes da minha aposentadoria mudou o curso da companhia. O abandono sistemático desses princípios pôs fim à prosperidade da companhia, levando-a a falir. 

Tem sido bastante esclarecedor observar a liderança em todos os níveis, seja ela representada por um marido e pai orientando sua própria família ou um presidente ou CEO liderando uma grande empresa ou mesmo um país. Quando aqueles a quem observei colocavam esses princípios em prática, obtinham certo nível de sucesso.  Realmente não fazia a menor diferença quais eram suas crenças pessoais ou que visão tinham acerca da fé religiosa. Mais uma vez, como meu amigo Nimrod disse, “A verdade é a verdade, não importa onde você a encontra.”

Devo admitir que a maioria dos fracassos e sofrimentos que experimentei pessoalmente podem ser atribuídos à violação de princípios e preceitos que ou são claramente afirmados ou implícitos através de exemplos nas Escrituras.  

Quando Pôncio Pilatos, o governador da Judéia, perguntou a Jesus de Nazaré se Ele era um rei, Jesus respondeu: “…Tu dizes que sou rei. De fato, por esta razão nasci e para isto vim ao mundo: para testemunhar da verdade…” Infelizmente, cético, Pilatos respondeu: “Que é a verdade?…” (João 18:37-38).  Muitas pessoas continuam a fazer, nos dias atuais, a mesma pergunta desastrosa. 

Considere a importância desta pergunta: Existe uma verdade absoluta? O que serve a você como referência para determinar se algo é verdadeiro ou não? Em outra ocasião Jesus disse: “E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará.” (João 8:32). Serão, Ele e a Bíblia, a sua fonte da verdade?  

Próxima semana tem mais!


William “Fritz”Klumpp é um piloto veterano da Marinha dos Estados Unidos, tendo servido durante a Guerra do Vietnã; um ex-piloto da Delta Air Lines, executivo imobiliário e ex-diretor executivo do CBMC. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC – Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2022 – DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL –  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês,e japonês.


Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. O que é a verdade? Como você a define, em termos daquilo que você tem experimentado e colocado em prática no trabalho?

2. No debate entre “a verdade relativa” e a verdade absoluta qual é sua perspectiva? O que você leu neste Maná desafiou o seu modo de pensar? Explique sua resposta.

3. Para tomar uma decisão importante – com base na verdade – quais as fontes em que você confia? Já aconteceu de você pensar ou dizer: “Isso pode ser verdade para você, mas não para mim”? Explique em que circunstâncias. 

4. Com base na sua compreensão da Bíblia e seus ensinamentos, que princípios você descobriu serem os mais importantes ou úteis para a forma de conduzir-se no ambiente de trabalho ou na forma como conduz sua empresa? Você vê alguma correlação entre verdade e sabedoria?  

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Salmos 25:5; Provérbios 1:7;  2:6;  3:13-15;  15:33; 16:16;  Zacarias 8:16-17;  João 8:31-32;  16:13. 

Recentes:

Continue Reading
Clique para comentar
0 0 vote
Vote nesse Artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

COGNOS SPACE - Todos os direitos reservados

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Design by VENONE Agência de design