Connect with us

Aprendizado

De Que Lado Você Está?

Nicole Rizzutti Lemos

Publicado

em

Tempo de Leitura: 4 minutos

Seja na política, nos esportes ou nos negócios, muitas pessoas com inclinação para a espiritualidade, tendem a concluir que Deus está com elas – ao seu lado, trabalhando a seu favor – ou Ele está contra elas. Não é incomum pensar assim, por exemplo, em competições eleitorais acirradas: será que Deus está a favor do candidato de nossa escolha? Quando nosso time favorito está competindo contra seu maior rival, será que Deus está torcendo para o nosso time ganhar da mesma forma que nós fazemos? 

Nós levamos esta perspectiva para situações do trabalho. Quando estamos trabalhando para fechar uma grande venda, um contrato importante ou conquistar uma tão desejada promoção podemos deduzir que Deus quer que sejamos bem sucedidos. Afinal de contas, somos Seus filhos, não é? Esta linha de pensamento, porém, leva a problemas. Se não concluímos aquela venda importante, ou se um cliente deixa de nos escolher ou escolher a nossa empresa para fechar aquele contrato, ficamos a imaginar o que deu errado. Estará Deus zangado conosco? Será que deixamos de contar com o Seu favor? 

Encontramos uma perspectiva intrigante a esse respeito no Antigo Testamento da Bíblia, quando Josué, que sucedeu a Moisés como líder do povo de Israel, viu um homem empunhando uma espada e compreendeu que ele era, na verdade, um mensageiro de Deus. “…Você é por nós, ou por nossos inimigos?” – perguntou Josué.  “Nem uma coisa nem outra” … respondeu o anjo, acrescentando: “Venho na qualidade de comandante do exército do Senhor. Então Josué prostrou-se, rosto em terra, em sinal de respeito, e lhe perguntou: ‘Que mensagem o meu senhor tem para o seu servo?’” (Josué 5:13-14). Seria justo concluir que a questão fundamental não reside no fato de Deus estar ou não do nosso lado, e sim, se nós estamos do lado dEle. Estamos escolhendo alinhar nossa vida com Ele? 

Grande parte da Bíblia apresenta um triste cenário: pessoas agindo como se fossem seus próprios deuses, recusando-se a seguir os preceitos e princípios que Deus apresentou a nós por meio de Sua Palavra. Por exemplo, no livro profético de Ezequiel lemos a respeito da ira de Deus para com o povo de Israel. Apesar de ser o Seu povo escolhido, eles escolheram desafiar o Senhor e desconsiderar Seus mandamentos.  

Repetidamente Deus promete disciplinar de forma rígida a rebeldia dos israelitas, mas sempre explicando por que: para que eles “saibam que Eu sou o Senhor”. Essa frase é repetida dúzias de vezes em Ezequiel, às vezes, seguidamente no mesmo capítulo. Esse livro traz um grave alerta: mais do que qualquer outra coisa, Deus quer que estejamos do lado dEle.  

Entretanto, também lemos que o Senhor tem compaixão e um amor incomparável e preferencial por Seu povo escolhido. Por exemplo, depois que nos é dito como Ele “…age em todas as coisas para o bem daqueles que O amam, dos que foram chamados de acordo com o Seu propósito.” (Romanos 8:28), lemos: “…Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou Seu próprio Filho, mas O entregou por todos nós, como não nos dará, juntamente com Ele, e de graça, todas as coisas?” (Romanos 8:31-32). 

O rei Salomão, durante a consagração do templo construído em Jerusalém em honra do único e verdadeiro Deus, em certo trecho de sua oração de dedicação, pede: “Que o Senhor, o nosso Deus, esteja conosco, assim como esteve com nossos antepassados.  Que Ele jamais nos deixe nem nos abandone!” O versículo seguinte, contudo, afirma que não devemos apenas querer que Deus seja por nós, mas que nós também sejamos por Ele: “E faça com que de coração nos voltemos para Ele, a fim de andarmos em todos os Seus caminhos e obedecermos aos Seus mandamentos, decretos e ordenanças, que deu aos nossos antepassados.” (I Reis 8:57-58).  

Todos nós queremos que Deus seja por nós, mas estamos dispostos a ser por Ele, em tudo o que Ele requeira de nós?

Próxima semana tem mais!


Rick Boxx é presidente e fundador da “Integrity Resource Center”, escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de “Momentos de Integridade com Rick Boxx”, um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã.  Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC – Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2022 – DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL –  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês,e japonês.


Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. Você já se perguntou se Deus está agindo a seu favor, seja em relação a algo importante no trabalho, o resultado de uma eleição ou até mesmo quem vence ou perde uma competição esportiva envolvendo seu time preferido? Explique sua resposta.  

2. Como seria, em sua opinião, se Deus fosse por você, agindo em favor dos seus interesses? Você pode dar um exemplo de por que você pensa assim? 

3. Seria possível que Deus realmente fosse por você, agisse em seu interesse e ainda assim permitisse resultados diferentes daqueles que você desejava ou pediu em oração? Por quê? 

4. O que significa agir a favor de Deus, procurando estar do lado dEle sem se preocupar se Ele está do seu lado, especialmente no ambiente de trabalho? De que forma colocar Deus em primeiro lugar em nossos pensamentos e ações faz diferença nas decisões que tomamos?

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Números 13:8;  Salmos 56:9;  118:5-7, 14, 25-27;  Isaías 8:10, 13, 17: 41:10.  

Recentes:

Continue Reading
Clique para comentar
0 0 vote
Vote nesse Artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

COGNOS SPACE - Todos os direitos reservados

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Design by VENONE Agência de design